NOTCIA

18/02/2021 |

Artista de Ourinhos CACosta realizar exposio virtual

Compartilhe esta notcia

No recôndito da Vila Perino, Clóvis Affonso Costa, o CACosta, traça, sobre a tela preparada pelas próprias mãos, as últimas pinceladas do seu mais recente trabalho: “Comensalidade: vem à mesa ancestral”. A obra integrará a exposição virtual “AncestrAfrodiaspóricas”, que será realizada a partir do dia 19 março, nas redes sociais do artista. Filho de Odé – orixá da caça e do provento – CACosta concebe, analogicamente, a Arte como alimento que sustenta a existência humana. Sua mais nova exposição, em formato totalmente inédito, pretende colocar o público a volta de sua mesa.

Financiada com recursos provenientes da Lei Aldir Blanc e produzida pela Iluaiê Agência Cultural, a exposição contará com a exibição diária de um vídeo, durante 15 dias. Cada vídeo, com duração de até 5 minutos, trará uma obra selecionada pelo próprio artista para compor sua exposição. Com curadoria própria, a exposição de CACosta promete, para além do caleidoscópio de cores impresso sobre as telas e módulos tridimensionais, um (re)encontro do público com a ancestralidade de matriz africana – força motriz de toda sua poética artística.

Feliz com a possibilidade de colocar seu trabalho à disposição da comunidade ourinhense em tempos difíceis, de distanciamento social, CACosta nos antecipa sua expectativa para o encontro virtual. “O tempo que se apresenta a nós é muito difícil por diversos motivos. O distanciamento social é um deles. Não nos permite o afetuoso abraço, tampouco o encontro com a família à mesa de todos os domingos. Somente a Arte, neste momento, é, em meu entendimento, capaz de nos reunir simbolicamente em torno daquilo que se apresenta como essencial, isto é, o reencontro com a nossa ancestralidade, a qual, por sua vez, nos permite acessar nossa identidade. Convido a todos a partilharem desta mesa onde a Arte e a ancestralidade são indissolúveis”.

 

Sobre o artista

Clóvis Affonso Costa, nasceu no Rio de Janeiro em dezembro de 1956 e está radicado em Ourinhos desde a década de 1990. Membro de família de afrodescendentes, o artista faz das suas raízes ancestrais o substrato para composição de sua arte. Ele, que iniciou na pintura em 1996, também é músico e filósofo. Autodidata, suas pesquisas na área da Arte sedimentam toda a sua produção tão já reconhecida pela crítica contemporânea. O artista já realizou mais de 80 exposições em diversas localidades do Brasil.

 

Lei Aldir Blanc

A Lei Aldir Banc (14017/2020) dispõe de ações emergenciais voltadas para atender, exclusivamente, o setor cultural brasileiro – radicalmente afetado pela pandemia do novo coronavírus. Em Ourinhos, a prefeitura municipal foi a responsável por programar a destinação de recursos à comunidade artística por meio de editais de fomento. CACosta teve seu projeto selecionado pelo Edital nº1451 – Diário Oficial do Município de Ourinhos, São Paulo.

OURINHOS NOTÍCIAS É COMPLETO, POR ISSO É LÍDER EM AUDIÊNCIA!!!

Fonte: Iluai Agncia Cultural

Comente esta notcia
Deixe seu comentrio abaixo:

termos de uso

COMENTRIOS

MAIS LIDAS

MAIS NOTCIAS

    PUBLICIDADE