NOTCIA

29/03/2019 |

Homem diz polcia que matou a ex porque ela no cumpriu promessa de deixar de fazer programa

Compartilhe esta notcia

O ex-namorado da garota de programa achada morta em quarto de hotel com marcas de violência, em Marília, alegou à polícia que matou a mulher por ciúme e que havia terminado o relacionamento com ela há poucos dias porque ela não teria deixado de fazer programa.

Segundo a Polícia Civil, Gustavo Rodrigo Rodrigues Lopes, 36 anos, foi preso na quarta-feira (27), em Tupã, depois de ter tido a prisão temporária decretada. Ana Paula Rodrigues, 37 anos, estava hospedada no hotel há quase três meses e foi encontrada morta por funcionários do local.

O delegado da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) Wilson Tramontini, informou que, durante o depoimento, Gustavo contou que havia terminado seu relacionamento com Ana Paula após ter a surpreendido saindo de um outro hotel com um suposto “cliente”.

No dia do crime, ele alegou que foi até o quarto da ex onde começaram a discutir.

“Ela teria dito que o amava, quando ele a agrediu com um soco. Para tentar se defender, Ana Paula teria pegado uma faca debaixo do travesseiro, quando ele tomou das mãos dela e passou a esfaqueá-la. Foram pelo menos quatro facadas na região do pescoço”, afirmou o delegado.

Ainda de acordo com o delegado, no depoimento o homem relatou que, ao perceber que outros hóspedes estariam abrindo a porta dos quartos para ouvir as discussões, ele terminou de matá-la por asfixia para que a vítima não tivesse como gritar por socorro.

Gustavo também relatou à polícia que depois de matar Ana Paula, ele foi para o seu quarto, tomou banho para tirar os vestígios de sangue, jogou a roupa ensanguentada e ainda, retornou do quarto da ex para pegar o celular, que jogou em uma caçamba. Em seguida, o suspeito fugiu para Tupã.

Prisão

Após investigações, ele foi apontado como o responsável pela morta de Ana, que era garota de programa.

Ainda segundo o delegado, o homem foi achado na casa da mãe e encaminhado para a delegacia. Em seguida, foi recolhido para a cadeia de São Pedro do Turvo (SP). Ele responderá por feminicídio.

O crime tinha sido registrado como homicídio. Mas após o depoimento e a questão do envolvimento entre eles, o autor vai responder por feminicídio. Ele ainda terá a pena agravada por ter asfixiado a vítima e poderá pegar entre 12 até 30 anos de reclusão”, explica o delegado.

Encontro

Mulher é encontrada morta dentro de quarto de hotel no Centro de Marília

Ana Paula foi encontrada pelos funcionários do hotel já caída no chão do quarto com marcas de violência. De acordo com a Polícia Militar, ela foi esfaqueada em várias regiões do corpo.

O funcionário do hotel, que foi o primeiro a achar o corpo e preferiu ter a identidade preservada, conta que estranhou ela não sair cedo e deixar a chave na recepção.

Já passava de 9h e ela ainda não tinha descido. Fui bater no quarto e ninguém atendeu, quando resolvi pegar a chave reserva e a encontrei caída com a roupa ensanguentada”, conta.

OURINHOSNOTICIAS É COMPLETO, POR ISSO É LÍDER EM AUDIÊNCIA!

Fonte: www.ourinhosnoticias.com.br

Comente esta notcia
Deixe seu comentrio abaixo:

termos de uso

COMENTRIOS

PUBLICIDADE