NOTCIA

12/03/2019 |

Pai acusado de estuprar filha de 11 anos confirma abuso e preso

Compartilhe esta notcia

Um homem de 55 anos foi preso no domingo (10) em Arapongas, por estupro de vulnerável contra a própria filha, uma menina de 11 anos. O pai confirmou o abuso com a justificativa de que a garota o procurava. 

A prisão aconteceu em uma construção no jardim Metropolitano. O homem se preparava para fugir quando acabou detido pela Guarda Municipal (GM). Ele estava escondido no local onde também trabalhava como pedreiro. Ele aguardava o pagamento do chefe de obras e usaria o dinheiro para deixar a cidade. Ele tomaria tal atitude, após ter conhecimento da denúncia de estupro. 

A investigação iniciou há cerca de 15 dias, quando um vizinho denunciou o caso após presenciar inúmeros pedidos de socorro da menina, que também gritava implorando para o pai parar que estava a machucando. O denunciante também revelou que conseguiu ver a menina nua no interior da residência. 

Durante as investigações, o Conselho Tutelar recebeu uma denúncia sobre o mesmo caso, dessa vez vindo da escola que a menor frequenta. A professora percebeu que a criança não estava bem e relatou um mau cheiro. A menina foi questionada e confessou o abuso. 

Exames confirmaram a agressão e constataram que a menor terá que passar por uma reconstrução da região genitália (motivo que ocasionava o forte odor).
Este último fato foi registrado na sexta-feira (08) e ao tomar conhecimento o homem fugiu, sendo encontrado então no domingo (10) com ajuda de denúncias. Ele foi encaminhado à delegacia onde prestou depoimento e confirmou o abuso. 

À polícia, o homem disse que a menina o procurava e por isso cometeu tais abusos. 

A Guarda Municipal informou ainda que na casa moravam apenas o pai e a filha. A mãe da menina teria problemas psicológicos e de dependência química. A mulher teria abandonado a criança e mora atualmente em Curitiba. 

OURINHOS NOTÍCIAS É COMPLETO, POR ISSO É LÍDER EM AUDIÊNCIA!!!

Fonte: www.ourinhosnoticias.com.br

Comente esta notcia
Deixe seu comentrio abaixo:

termos de uso

COMENTRIOS

PUBLICIDADE