NOTCIA

30/01/2019 |

Homem que levou cerca de 500 picadas de abelhas conta que andou de bicicleta em busca de socorro

Compartilhe esta notcia

O homem que levou cerca de 500 picadas de abelhas, em Londrina, no norte do Paraná, contou que, após o ataque, andou de bicicleta em busca de socorro. Ele parou em um supermercado, onde as pessoas ajudaram ele a se livrar do enxame, na manhã de domingo (27).

José Donizete Moscardini, de 64 anos, continuava internado na segunda-feira (28), mas deve receber alta hoje (30).

O pedreiro foi atacado após mexer em uma tábua em um terreno, onde carpia o mato.

Elas vieram direto na minha cabeça e no rosto, daí não teve como escapar”, lembra.

Após o ataque, José saiu de bicicleta pela avenida e pedalou por quase duas quadras.

O comerciante Valdemir Durante ajudou o pedreiro, e afirmou que ele estava coberto pelos insetos.

Acho que tinha umas 200 abelhas no corpo dele. Ele estava sem camisa. Muita abelha mesmo”, disse.

Em seguida, ele foi atendido pelos bombeiros e levado para o Hospital do Coração, onde ficou na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), em observação.

A dermatologista Clarissa Urquisa, que atendeu José, estima que ele recebeu aproximadamente 500 picadas de abelhas da espécie Europa.

Essa quantidade já começa a aumentar a chance de envenenamento por picada de abelha, que é diferente de picada de cobra. A gente não tem antídoto e pode levar a comprometimento renal e toxidade cardiológica”, explicou.

Praticamente recuperado na segunda, o pedreiro disse que não quer mais saber de cortar mato.

Minha filha sempre fala: ‘Não faz esse tipo de serviço’. Explicou.

Fonte: www.ourinhosnoticias.com.br

Comente esta notcia
Deixe seu comentrio abaixo:

termos de uso

COMENTRIOS

PUBLICIDADE