NOTCIA

11/08/2017 |

Depois de um ano pai condenado h 11 meses e 10 dias por espancar filho de 3 anos em Ourinhos

Compartilhe esta notcia

Raul Ribeiro dos Santos, de 33 anos, foi preso na manhã de quarta-feira (9/8), durante a Operação em conjunta da Polícia Civil e Militar. Na ocasião ele foi preso por Tráfico de Drogas / Associação ao Tráfico, mas existia contra ele um Mandado de Busca referente a um processo do ano de 2016 de Ameaça, Lesão Corporal e Violência Doméstica, por ter espancado seu filho que na época tinha três anos, por ter defecado na calça.

Nossa reportagem com exclusividade conversou com a mãe e ex-mulher do marginal, que contou que na manhã do dia dos fatos (27/1/2016) ela havia saído, deixando seu filho com o pai Raul. Algum tempo depois recebeu uma mensagem de Raul em seu aparelho celular: “atende essa p.... de celular”. Imediatamente ela ligou para ele, que afirmou que havia “arrebentado com seu filho porque ele fez cocô na calça”.

Após o telefonema, a mãe voltou correndo para casa e lá encontrou seu filho com vários ferimentos no rosto e pescoço. Além de espancar o filho, Raul ainda ameaçou a mãe dizendo: “Eu vou arrumar alguém para te bater, para se vingar ainda hoje, pois eu não posso bater, mais tem gente que pode”.

Diante de tamanha violência, a mãe foi para a DDM (Delegacia de Defesa da Mulher), onde registrou os fatos.

De acordo com a mãe, a delegada Doutora Renata Barrionuevo Ruiz de Oliveira, de imediato pediu a prisão temporária de Raul, mais por duas vezes foi negada pela Justiça, sendo acatada depois de muitas insistências.

Ela e seu filho por mais de um ano, estão sob proteção da Justiça, a criança sem poder ir à escola, pois até então Raul, os ameaça de morte.

Segundo a mãe, no dia 2 de agosto Raul foi intimado para comparecer no Fórum, audiência referente ao processo, ele não compareceu, sendo assim, a Juíza determinou sua prisão, com condenação de 11 meses e 10 dias pelos crimes de Ameaça, Violência Doméstica e Lesão Corporal.

Hoje mãe e filho respiram aliviados e agora a criança pode voltar para escolinha e ela trabalhar sem ter medo de ser assassinada.

OURINHOSNOTICIAS É COMPLETO, POR ISSO É LÍDER EM AUDIÊNCIA!

Fonte: www.ourinhosnoticias.com.br /Renata Tiburcio

Comente esta notcia
Deixe seu comentrio abaixo:

termos de uso

COMENTRIOS

PUBLICIDADE