ARTIGO

29/10/2013

Maria Tereza tenta explicar denuncias de supostas agresses a crianas em creche da Prefeitura, mas no convence

Compartilhe este artigo

Depois da repercussão negativa de duas reportagens publicadas pelo OURINHOS NOTÍCIAS, onde mães de alunos de uma creche da Prefeitura denunciam supostas agressões a seus filhos, finalmente a secretária municipal de Educação, Maria Tereza, concedeu entrevista a alguns veículos de comunicação selecionados, mas não convenceu a população e não explicou porque não comunicou o grave fato a policia e ao Ministério Público, como deveria na função de funcionária pública ao ter tomado conhecimento dos fatos.

Em suas declarações, a secretária tentou confundir a população, afirmando que a noticia publica pelo OURINHOS NOTÍCIAS, pré julgava a funcionária publica denunciada.

Esclarecemos que a reportagem foi publicada porque nossa equipe foi procurada pelas mães, que após denunciar as supostas agressões a secretária Maria Tereza, não viram ações efetivas por parte da mesma, e por isso acharam por bem procurar a imprensa.

Em nossa reportagem em nenhum momento foi divulgado o nome da funcionária denunciada, ou o fato denunciado tratado como certo. A denuncia foi tratada por nossa equipe de reportagem como deve ser, como uma denuncia, em todo momento afirmando na matéria se tratar de “supostas agressões”, e não de um caso concreto, como Maria Tereza com o claro objetivo denegrir a imagem do OURINHOS NOTÍCIAS, afirmou em sua entrevista.

Reafirmamos que a secretária foi procurada diversas vezes por nossa reportagem, em contatos telefônicos a Secretaria, e em todos os momentos fomos informados que a mesma não estava, ou se encontrava em reunião.   

Após a publicação da primeira matéria, depois de um e-mail enviado pela Coordenadoria de Comunicação da Prefeitura a este editor, mais uma vez nos colocamos a disposição para a divulgação de nota com os esclarecimentos da secretária, e mais uma vez fomos ignorados. Bem diferente do afirmado equivocada ou maldosamente, por Maria Tereza em sua entrevista.

Também não é verdadeira a firmação feita pela secretária de que as duas reportagens foram feitas ao mesmo tempo, e apenas publicadas em datas diferentes.

A primeira matéria foi gravada pelo jornalista Felipe Chamorro no dia 20 de outubro (manhã de um domingo), quando foi procurado por três mães que aparecem na matéria, e publicada no dia 22 do mesmo mês.

Já a segunda reportagem foi gravada pelos jornalistas Felipe Chamorro e Renata Tiburcio, no dia 24 de outubro, quando o OURINHOS NOTÍCIAS foi procurado por mais uma mãe e matéria publicada na mesma data.

É evidente que os funcionários de bem, com absoluta certeza a grande maioria dos que trabalham em creches, apóiam as denuncias, já que caso algo de errado realmente seja comprovado, terão a certeza que os maus funcionários serão punidos e a reputação da categoria preservada.

Ao invés de tratar a questão com a seriedade que merece, a secretária tenta descreditar a denuncia, afirmando na entrevista, “estranhar que os fatos não tenham sido registrados na policia”. Porém “esquece” de dizer que também não cumpriu seu dever como funcionária pública da Educação, de denunciar imediatamente o fato a policia, por se tratar de uma suposta agressão a criança, ou seja, protegida pelo ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente), o mesmo aconteceu com a diretora da unidade, que também tomou conhecimento das greves denuncias e não procurou a polícia.

As mães não fizeram o registro de Boletim de Ocorrência por puro desconhecimento, e também não foram orientadas pela secretária da educação, como deveria ter acontecido, quando conversaram pessoalmente com a mesma.

Segundo as mães ouvidas por nossa reportagem novamente na tarde de hoje (29/10), elas já estão providenciando os registros de boletim de ocorrência junto a DDM (Delegacia de Defesa da Mulher), e exigem que os fatos sejam investigados com rigor.

A simples transferência da funcionaria de setor e instauração de um procedimento administrativo, não resolvem o problema como a secretária da Educação afirma na entrevista, tentando confundir a opinião pública com o objetivo de minimizar a gravidade das denuncias.

Os fatos agora terão que ser investigados pela Policia e Ministério Público, e os responsáveis seja pelas agressões, caso comprovadas, ou pela suposta omissão de responsabilidade, sejam punidos civil e criminalmente.

O OURINHOS NOTÍCIAS mais uma vez se coloca a disposição para qualquer esclarecimento por parte da administração municipal, mas não se furtará também de cumprir seu papel como veículo de comunicação, de trazer as denuncias e reclamações da população, não ouvindo apenas a versão “oficiosa” dos fatos, como conveniente alguns veículos de comunicação preferem fazer.

 

OURINHOSNOTICIAS É COMPLETO, POR ISSO É LÍDER EM AUDIÊNCIA!

 

Autor: www.ourinhosnoticias.com.br

Comente esta notcia
Deixe seu comentrio abaixo:

termos de uso

COMENTRIOS

  • 29/10/2013cidadao

    pessoas despreparadas que querem atingir o jornal que representa o povo, invs disso deveria buscar solues e ter mais rigor nos concursos que cuida dessa rea, que acabam colocando pessoas sem nenhum perfil para cuidar de crianas, comeando pela prpria secretaria

  • 30/10/2013paulo

    EXISTE UM SITE DE NOTICIAS QUE SÓ FALA O INTERESSA A ELE DEFENDE A ATUAL ADMINISTRAO, PORQUE COM CERTEZA LEVA ALGUMA COISA.

  • 30/10/2013Joo

    um "conselho" a radio sentinela deve voltar as enquetes relacionadas a cidade, o povo quer saber. publiquem isso.

  • 30/10/2013Vera Lucia

    A mim ela no convence MESMO!!!!! em nada.

  • 02/11/2013Milton

    Tem gente que deve setento desde as eleies aqui no bairro ainda para um monte de gente

  • 02/11/2013EU

    NO VEJO A HORA DO BANDO CAIR FORA , POIS QUERO RIR ATE , MAS 1 ANO PRATICAMENTE PASSOU E COM UM POUCO MAIS DE PACIENCIA PASSARA O RESTANTE. FIM A GANGUE....

  • 05/11/2013joaquim nunes

    pede pra ela explicar, o porqu de onibus escolares estarem sujos emal conservados, principalmente os da avoa que terceiriza o servio. deve entrar muita grana pra ficarem quietos

  • 21/11/2013patricia

    Bom, avaliando a educao como um setor critico assim como o da sade, maus tratos sempre sero vistos a contar da poca que muitos se vangloriam pelo professor dar com apagador ou a regua em suas cabeas e nada era feito pois se tratava de uma boa correo.... uma andorinha voando s no faz vero...

  • 02/12/2013Cidada

    Realmente a tal da politicagem eh um nojo! E infelizmente temos de ficar a deriva de pessoas no preparadas para cuidar de um assunto tao importante quanto a educao! Crianas, todas as crianas, tem o direito de uma educao melhor e cuidados. A secretria deveria reavaliar sua posio pblica e repensar em valores e prncipios. O dinheiro acaba,o ttulo passa,mas a reputao fica marcada pra sempre!

PUBLICIDADE